Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



01
Abr16

ACORDAR E SER UMA BARATA

por entratenamente

Rainha das metáforas, a história escrita pelo escritor austríaco Franz Kafka, que as traduções consagraram como a Metamorfose mas que também arriscaram como A Transformação, volta-me à memória sempre que leio os jornais da manhã. O conto, pois mais não é, conta como o cidadão Gregor Samsa acorda, numa estranha manhã de transmutações e, todavia, igual a tantas outras, já não humano mas com o corpo de um monstruoso insecto, pela descrição, qualquer coisa como uma barata gigantesca. A metáfora em Kafka é tão evidente que vence em dimensão outras metáforas – mesmo as mais ousadas, como as dos surrealistas e penso agora nos inevitáveis quadros de Max Ernst ou nos filmes de Luís Buñuel, O Cão Andaluz e A Idade de Ouro. Kafka, em 1917 – ano dos meus encantos como objecto estudo académico – contraiu tuberculose, a doença que na época foi um dos maiores flagelos da humanidade. Sete anos depois, prematuramente, depois de uma luta constante, Kafka morria legando-nos a parcela possível e inegável do seu génio. Todas as manhãs, agora, abro os jornais e verifico como o Mundo – Gregor Samsa – se transformou numa grande barata – animal repelente, mais dado ao lixo e ao fétido, mais capaz de se movimentar nas sombras e nos subterrâneos. Todos os dias, penso que um grande deus - Kafka – produziu a metáfora da manhã com alguma intenção não necessariamente moralizadora. “As suas muitas patas, lastimavelmente delgadas em comparação com o resto do corpo, tremulavam, desamparadas, diante dos olhos. O que me aconteceu?, pensou Gregor.” Infelizmente, a confusão terminológica de "estudos literários" com "crítica" induz o estudioso de literatura a substituir a descrição dos valores intrínsecos de uma obra literária por um veredicto subjetivo, censório. Se as manhãs fossem literatura, eu laborava no erro. Nada tenho a censurar, portanto, à metamorfose. Admito que tenho muito a temê-la.

 

Alexandre Honrado

Autoria e outros dados (tags, etc)