Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



02
Ago16

O cálculo do IMI

por João Ferreira Dias

 

As mudanças no cálculo do IMI pariram a paisagem como fator de avaliação. Se é um facto que na aquisição de um imóvel a localização, a exposição solar e a vista concorrem para o encarecimento do mesmo, o que dizer de imóveis antigos onde tais questões não entravam, necessariamente, na equação? O que dizer em imóveis outrora fora das geografias da riqueza e cujos moradores, de rendimento baixo, se encontram inseridos agora em território de alto valor de mercado habitacional? É razoável aceitar que a paisagem e a exposição solar entrem nas contas do IMI, prisioneiros que estamos do capitalismo sem ética. Mas por baixo dessa camada de razoabilidade capitalista onde residem as réstias de decência? 

Autoria e outros dados (tags, etc)